História

Sobre a Banda

Mangangá é um grupo musical formado em 2017, tem como principais objetivos fomentar e difundir a diversidade cultural brasileira presente nos ritmos, harmonia, poesia e artes visuais. Como parte do trabalho de pesquisa, os integrantes buscam conhecer a sonoridade, história, assim como a identidade das matrizes africanas e ameríndias que proporcionam um universo único. Mangangá vem da ideia de coletivo, daqueles que trabalham para preservar a natureza e sua energia criativa. É o som que pulsa nas asas da liberdade. Nas canções a banda ressalta a importância da cultura brasileira.

Em 2017 os amigos de faculdade Vinícius Rocam (compositor e vocal), Lucas Rosseto (baixo e gaita) e Phabulo Pereira (cordas e escaleta) se juntaram com  Douglas Kuman ( percussionista do Koteban) para formar o grupo de música autoral. O entrosamento do grupo foi aprimorando e a cada mês trabalhavam uma nova canção, resultando em 12, com diversos ritmos nacionais e outras influências. Nesse período outros integrantes surgiram para somar forças, ideias e boas energias, Renê Rojas (teclados) e Diogo Fidelis (bateria). O grupo já realizou diversas apresentações pela região, como no Festival da Coisa (Bar do Haules - Jundiaí), Bar QG Umiltà - Campo Limpo Paulista, Casa Amarela - Jundiaí, Recepção dos Cursos (UNIFaccamp - Campo Limpo Paulista), Carnaval da Região com o Bloco da Casa Velha de Franco da Rocha, Encontro Afro - Clube 28 de Setembro - Jundiaí e Festival Oxandolá - Associação ConPoema. 

A mistura de ritmos, poesia, instrumentos acústicos e eletrônicos, proporcionam um ritmo dançante e único. Nas canções a banda busca ressaltar a importância da cultura brasileira.